Skip to main content

Gabigol pode ser punido pelo STJD

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) anunciou a abertura de um processo disciplinar contra Gabigol, atacante do Flamengo, e Nino, zagueiro do Fluminense, devido às expulsões ocorridas no último Fla-Flu, disputado em 11 de novembro e que terminou empatado em 1 a 1 no Maracanã. O julgamento está marcado para a próxima terça-feira, às […]

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) anunciou a abertura de um processo disciplinar contra Gabigol, atacante do Flamengo, e Nino, zagueiro do Fluminense, devido às expulsões ocorridas no último Fla-Flu, disputado em 11 de novembro e que terminou empatado em 1 a 1 no Maracanã. O julgamento está marcado para a próxima terça-feira, às 10h (horário de Brasília), na sede do tribunal, localizada no Centro do Rio de Janeiro. Caso sejam considerados culpados, ambos correm o risco de desfalcar suas equipes na última rodada do Campeonato Brasileiro, que acontece no dia seguinte.

Gabigol está sendo enquadrado em três artigos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). O primeiro é o artigo 250, que trata de “praticar ato desleal ou hostil durante a partida”, com previsão de suspensão de um a três jogos. O segundo é o artigo 258, §2º, inciso II, relacionado a “desrespeitar os membros da equipe de arbitragem, ou reclamar desrespeitosamente contra suas decisões”, com pena variando de um a seis jogos de suspensão. O terceiro é o artigo 184, que aborda casos de “duas ou mais infrações, aplicam-se cumulativamente as penas”.

Publicidade

Na súmula do jogo, o árbitro Wilton Pereira Sampaio justificou a expulsão de Gabigol por uma “ação ofensiva ao ir de encontro ao adversário dando uma peitada e gerando um conflito”. Além disso, relatou que “o referido atleta, após o término da partida, ingressou no campo de jogo indo ao encontro da equipe de arbitragem, proferindo repetidas vezes as seguintes palavras: ‘Quero saber por que você me expulsou?'”. O cartão vermelho revoltou Gabigol, que também expressou sua insatisfação nas redes sociais, cobrando explicações da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O desfecho do julgamento terá repercussões significativas para as equipes envolvidas, podendo influenciar suas escalações na rodada final do Campeonato Brasileiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade